31/07/2013

Performance de King no MetalDays 2013

Photo by: Jonas Eklind - Festival Photo
Na sexta passada (26) King Diamond se apresentou no MetalDays, em Tolmin, Eslovênia, deixando agora apenas mais dois shows para a conclusão de sua turnê Européia. Separamos dois incríveis vídeos que mostram a performance de King neste show espetacular.


Logo oficial do evento

Banner promocional de apresentação


SET LIST:
1. The Candle
2. Welcome Home
3. At the Graves
4. Up from the Grave
5. Voodoo 6. Sleepless Nights
7. Drum Solo
8. Dreams
9. Come to the Sabbath  (Mercyful Fate cover)
10. Shapes of Black
11. Eye of the Witch
Encore:
12. The Family Ghost
13. Evil  (Mercyful Fate cover)
14. Black Horsemen







O canal ProfanityTV1 disponibilizou o desempenho de King na  faixa "Dreams", antecedida do sample de "Let it be Done", onde são retiradas as grades que ornamentam o palco durante o primeiro ato do show.

Confiram abaixo:



Porém, após algumas pesquisas encontramos este incrível vídeo de "Voodoo", destacando a espetacular performance da dançarina Jodi Cachia

Confiram abaixo:



Read More ►

29/07/2013

O que uma professora de canto lírico disse sobre a técnica de King Diamond

Segundo a matéria publicada pelo site Invisible Orange em julho de 
King Diamond colocado à prova
2010, foram enviados 5 vocalistas para uma avaliação imparcial, uma vez que a professora de canto lírico residente em Nova York, Claudia Friedlander, não possui qualquer familiaridade com estilo de música Heavy Metal, portanto trazendo uma interpretação bem honesta e isenta de arbitragens culturais. Outro ponto interessante foi a inclusão de reações iniciais sobre a música em questão.


A música escolhida foi "Gypsy" do álbum
Claudia Friedlander
"Don't Break the Oath" de 84 do Mercyful Fate, vamos conferir quais foram, as percepções na avaliação da professora, logo abaixo:

Reação inicial: “Há alguns inoportunos truques de estúdio que me fizeram pensar que havia mais de um cantor, porque eles editaram as partes em que ele muda de um canto cheio para aquela coisa maluca de contra-tenor que ele faz (imagino que ele faça isso ao vivo o tempo todo); como ele sai de um para o outro e o que faz dele incrível, e eu quero escutá-lo mudando de um para o outro”.



Aqui está um canto impressionante. Ele começa com uma voz tenor cheia, carregada de “choros” a la “verismo”, e então muda para um tom ultra-alto em um contra-tenor bem focado, alternando estas duas abordagens ao longo da canção, algumas vezes na mesma frase. Mas eu apenas não entendo uma única palavra que ele está dizendo, eu nem ao menos sei qual a mensagem ou emoção geral a música deveria ter. Há uma verdade que serve para a música clássica e para qualquer outro estilo: não há necessidade de sacrificar a comunicação em prol de ótimos efeitos como este. Tudo que eu ouço é virtuosidade. No início é legal, mas então fica entediante, e você não deveria se entediar ouvindo Metal.


Read More ►

19/07/2013

As vezes "ELES" voltam...

Capa oficial do álbum lançado em 1988 feita por Thomas Holm e Torbjrn Jorgenson (Studio Dzyan)

Cartaz promocional do álbum

Em junho de 88 é lançado o 3º álbum de King Diamond: "Them", considerado um dos mais complexos da história musical e por que não dizer, literal de sua carreira. Neste álbum o que se percebe de primeiro é um amadurecimento musical notório que marca a estréia do sueco Pete Blakk na guitarra e do americano Hal Patino no baixo, substituindo Timi Hansen, que saiu da banda por causa de sua namorada na época, deixando King como o único membro com ligações ao Mercyful Fate, talvez este fator, seja determinante para a mudança em todos os meandros musicais daí por diante. Uma outra mudança que acompanhou o álbum foi a maquiagem bem mais detalhada e assimétrica, bastante diferente das usadas anteriormente.



A estória


"Them" começa quando King (ainda criança nesta primeira parte protagoniza este emaranhado enredo que traz elementos que nos rementem em alguns momentos ao filme psicose) um jovem que mora com sua mãe e sua irmã Missy em uma velha casa. Um dia ele é informado por sua mãe, que sua avó estava voltando para casa após, "longas férias", segundo ela própria,sendo que a mesma havia sido dada como morta. Quando ela volta, estranhas coisas começam a acontecer ,   "
Falar com espíritos, chás com sangue humano são só alguns dos elementos...então, boa leitura!





Fora do Asilo

A estória começa com os espíritos dentro de Amon (O nome da velha casa onde eles moram) conversando sobre a volta da velha louca.


Eles:
- Olhem, a velha puta está de volta
- É, finalmente teremos companhia de novo.
- O velho quarto do sótão está trancado
faz muito tempo.
- Assim como aquela velha puta.
- Ela está pontual assim mesmo.
- Por que aquela ridícula cadeira de rodas?
- Ela está fingindo como sempre.
- Mas ela costuma fazer uma ótima xícara de chá

O foco vai para a mãe de King e Missy, dando instruções para seus filhos de como receber a avó

Mãe:
Oh meu Deus, ela já chegou. Missy, lembre-se do que mamãe vai te dizer: Você agora será boazinha com a Vovó. Lembre-se que ela
esteve fora por tanto tempo por causa de suas longas férias. Isto serve pra você também King.
E pára de tocar esse negócio. Atenda à porta.





Bem-Vinda ao Lar

Nesta que talvez seja uma das melhores, senão a melhor música de King Diamond, King recebe sua avó com alegria ( pura hipocrisia de fato)

King: “Vovó, bem-vinda ao lar...
Você esteve longe por muito tempo.
Isso é um sonho, você realmente voltou?

Deixe-me ajudá-la a sair da cadeira

Vovó...
Deixe-me tocá-la, deixe-me sentir...Ahhh .

Vovó, dê uma olhada
O que você achou da casa
E da lua prateada?
Nós vamos consertar
A porta da frente logo, logo.

Deixe-me ajudá-la a sair da cadeira
Vovó...
Deixe-me tocá-la, deixe-me sentir...Ahhh .

Espere até ver o seu quarto lá no sótão
Preparado como você queria
Sem a cama
E só com a sua cadeira de balanço
E seu bule de chá, que Missy encontrou.

Deixe-me ajudá-la a sair da cadeira
Vovó...
Há alguém esperando por você
Agora venha

Missy e a Mamãe
Elas estão morrendo de saudade
Que estranho, ela não diz nenhuma palavra...
Quero saber Vovó! Você está bem?

Neto e avó conversam brevemente

Vovó, como foi ficar
Naquele local de repouso?
Vovó: “Oh, poderia ter sido pior
Se “ELES” não estivessem ao meu lado
Nos crepúsculos “ELES” cantavam
Todas as antigas canções de ninar”
King: “Vovó, quem são “ELES”?
Vovó: “Esqueça seu pirralho”


Deixe-nos entrar, há alguma coisa em “SUAS”’ mentes.
“ELES” ainda estão vivos. Não consegue sentir “SEUS” olhos?
Não consegue sentir “SEUS” olhos?
Agora que você está nessa comigo é melhor você ser meu amigo”

Os Convidados Invisíveis

King acorda de noite ouvindo vozes no quarto de sua avó. Ele vai até lá verificar e fica estarrecido com o que vê.

Mais tarde naquela noite
Eu acordei de meu sono
Ouvindo vozes desconhecidas
Rindo insanamente.
A de vovó era uma delas
Está vindo do quarto ao lado do meu

É o quarto da vovó...
Os Visitantes Invisíveis

Quando apareci por lá sozinho no escuro
Espiei pelo buraco da fechadura
Não pude acreditar em meus olhos
Eu nunca tinha visto nada parecido
Apenas a vovó estava no quarto

Conversando com ninguém...
Os Visitantes Invisíveis.

A velha conta ao neto o segredo de Amon, a casa.



Xícaras eram levantadas para o alto
E depois esvaziadas no chão
De repente a porta foi aberta
E Vovó disse:
“Entre meu pequeno amigo”

Missy e Mamãe
Estavam dormindo no andar de baixo
Se pelo menos elas me vissem
Na cadeira da Vovó

Vovó disse:
“Olhe profundamente em meus olhos
Você esquecerá
Tudo o que viu aqui esta noite”

“Eu deixarei você ciente do segredo desta casa
O segredo de AMON...
Que é assim que chamamos esta casa
Agora eu quero que volte a dormir
Volte a dormir meu querido”

E Vovó continuava a dizer:
“Agora você deve voltar a dormir”

“Volte a dormir”... “Volte a dormir”...
“Volte a dormir”..


Chá

Na sexta-feira seguinte a velha chama King para seu quarto

Na sexta-feira seguinte
Quando eu apaguei as luzes
Vovó veio e bateu em minha porta.
“Acorde King, acorde meu querido.
Agora eu vou lhe mostrar
O segredo da casa de Amon”

Está na hora do chá. Está na hora outra vez

Lá dentro ela mostra para King uma cena chocante

Vovó: “Sua mãe também está presente
Nós a fizemos dormir
Em minha cadeira de balanço”
No começo eu fiquei muito assustado
Mas não havia motivo
Foi quando vi uma faca escondida debaixo
Do vestido da vovó
Ela pegou a faca e fez um pequeno corte
Nas pequenas mãos de mamãe.

O processo de criação do chá é então mostrado


O sangue escorria para dentro do bule de chá
Foi quando eu ouvi o riso “DELES”
Vovó: ”Um pouco disso em uma xícara de chá
Será suficiente para que “ELES” sejam libertados.
Você ouvirá “DELES”’ histórias de muito longe
Do além desta terra”.
O que eu vi e ouvi
Me fizeram querer ficar e aprender

King é hipnotizado pelo chá e pelos espíritos da casa.

Eu realmente espero que esse sonho
Nunca termine
É difícil descrever o tipo de sensação
Que se passou em minha cabeça
Um paraíso



Ouvindo “SUAS” histórias
E sentindo os “SEUS” calores
Nós rimos com lágrimas em nossos olhos
Da primeira xícara de chá
Até a última gota de sangue.
Nada mais parece importar agora
Minha mãe?
Ela não existia mais pra mim
Oh, eu me sentia tão divino

Está na hora do chá. Está na hora outra vez


Mamãe Está Ficando Fraca

As coisas começam a ficar complicadas. A mãe de King começa a ficar mais fraca a cada dia que passa por conta das extrações de sangue.

Esta noite será a última vez
Que teremos o nosso chá
O chá sangrento
Que nos leva ao êxtase
Ontem mamãe reclamou
De muita tontura e muita dor.

Mamãe está ficando fraca
Parece estar mais pálida dia após dia

E a manhã chegou
Mamãe não conseguiu sair da cama
E o feitiço da vovó
Ganhava força dentro da sua mente
Não dizia uma palavra
Ela não parecia estar viva

Ficando fraca
Parece estar mais pálida dia após dia


Missy percebe que sua mãe não está bem. Ela chama King e mostra o estado dela. Desesperada, ela pede para que King ligue para alguém pedindo ajuda, mas ele a impede.

Então Missy entrou e me levou pela mão
Eu não queria ir
Oh, mas eu deveria saber
Mamãe estava apenas consciente
Por que eu devo me preocupar?
Apenas olhando para frente
Para o próximo suplício

Eu acho que ouvi minha irmã
Me pedindo para ficar
Ela me deu o telefone
Para que eu ligasse pra alguém pedindo ajuda
Eu simplesmente larguei de sua mão e cortei a linha

Missy chorava
Enquanto eu as deixava para trás
E Mamãe está ficando fraca
Missy se virou para mim e gritou:
“Eu Te Odeio”

Tchau, Tchau, Missy

Hora do chá, segunda à noite
Estou fazendo hora
E foi quando pelo corredor
Eu vi mamãe com sua camisola de dormir
Cambaleando pelas escadas, pelas escadas
Parecia ser tão irreal
Eu sabia que vovó evocou “ELES” novamente
Os amigos invisíveis

Quando o ritual continuava, a vovó nota que Missy estava atrás da porta observando tudo e percebe que teria que se livrar da garota.

Um pouco mais tarde no meio do chá
Nós chegamos próximos do êxtase
“ELES” estavam contando histórias do além
Quando vovó se levantou

Ela abriu a porta do quarto
E lá estava Missy
Espiando mamãe deitada na cadeira da vovó
Ela começou a chorar

Missy (aos gritos):
“O que você fez?
O que você fez com minha mãe?”
Gritando mais alto
“Temos que nos livrar dela ela ainda é muito jovem” - Era Vovó quem falava

“Tchau, Tchau Missy
Desapareça para sempre
Para a linda lareira
Da cozinha, você irá”

Para tentar ameaçar sua avó e se defender, Missy ameaça quebrar o bule de chá. Missy cumpre a ameaça, mas seu destino acaba sendo a morte pelas mãos dos espíritos.

Formação do álbum

Eu vi Missy se debatendo nas mãos enrugadas de Vovó
‘’Oh não, me largue
Oh não, Por Favor, Não Vovó, Por Favor
Aahh Vovó, você está me machucando
Me largue ou eu quebrarei isto
Estou com o bule de chá
Eu o quebrarei, de qualquer modo.”
Eu vi o líquido sendo derramado
O chá sangrento se espalhou por todo o chão
Agora estou ouvido as vozes “DELES”
Algum tipo de grunhido de demônio :







“MORRA – ELA QUEBROU AMON –AMON – MORRA”

“ELES“ derrubaram “SUAS” xícaras de chá
Vovó continuou imóvel
Forçada pelas mãos invisíveis
Missy rolou escada abaixo
Quando pra ela acenei dando adeus
Missy estava soluçando e se debatendo

Espero vê-la de novo
Tchau, Tchau Missy, não tenha medo


Um Feitiço Quebrado

King sai da casa e lá fora começa a retomar o controle de sua mente. Fora da casa o poder "deles" era muito mais fraco. King finalmente volta a si.


Saí do quarto de vovó
Desci as escadas e saí da casa
Uma vez lá fora
Senti minha mente começar a lutar
Uma batalha pelo controle.
Com o bule de chá quebrado

Com o bule de chá quebrado
Eu meio que percebi que
O poder “DELES” fora da casa é menor aqui fora

Eu comecei a sentir meus joelhos atordoados.
Eu olhei através da janela, para o porão

As coisas estavam se movendo lá em baixo
“ELES” estavam procurando por algo e “ELES” encontraram
Um grande machado estava flutuando

Flutuou para fora do porão
Subiu as escadas e entrou na cozinha...
Foi quando saí da janela.
King após ver um machado flutuando pela janela da cozinha, e logo depois a fumaça pela chaminé. constata então que sua irmã fora esquartejada e seus restos queimados na lareira.

A próxima coisa que lembro ter visto
Foi a fumaça vindo da chaminé.
Logo percebi que a fumaça
Que eu via era na verdade... Oh Não!
Tudo que restou de Missy e seu vestidinho
Pobre garotinha

O feitiço foi quebrado
Eu realmente senti a mudança
Minha mente e meu corpo
Tornaram-se um só novamente

A lua estava viva
Com seu olho prateado
Fitando direto em meu coração diabólico

Voltei para saber se minha avó
Ainda estava lá
Estavam esperando por mim no sótão...
Oh, eu odeio aquela puta

A Cadeira de Acusação

King volta até o quarto de sua avó e a convence  de que ainda está dominado pela influência "deles" e pelo seu feitiço.

Eu meio que sabia que ela estaria
Esperando por mim em seu quarto
Com um sorriso doentio
Ela me disse para eu não ser um tolo
Seus violentos olhos
Encaravam fixamente em meu cérebro
Mas consegui convencê-la
Que eu estava bem de verdade

Oh, eu estava mentindo...
Com o olhar dela em meus olhos
Limpar a mente era importante.

Ela acreditou em tudo o que eu disse
E então me pediu ajuda
Para levá-la para fora da casa

Fora da casa, a vovó não era protegida pelos espíritos. Era a hora de fazer algo.

Oh, eu estava com sorte...
“Vamos dar um passeio”, ela disse
“Nos banharmos um pouco com a luz da luar"

Lá fora ela não era protegida por “ELES”
Agarrei sua bengala
E a arranquei de sua mão
“Agora você não vai mais escapar”

“Eu a tenho agora...
E aqui você pagará por todos os seus atos.
Sua mente doentia chegará ao fim agora.”

“Pare com isso”


King mata sua avó, mas teria que enfrentar os espíritos dentro da casa, que lhe esperavam.

Sem ter onde se esconder, Vovó morreu
Sozinha naquela noite
E “ELES” estavam esperando por mim
Esperando lá dentro
Esperando que eu entrasse
Mas eu fugi para dento da floresta
O mais longe que pude
Eu vi os olhos “DELES”
E então eu desmaiei, indo à loucura.
Eu sonhava que fazia parte “DELES”...

Eu ouço as vozes “DELES” todo tempo

"ELES"


A Sinfonia do Crepúsculo

A polícia chega ao local com o Dr. Landau, o psiquiatra responsável por um hospício. Eles vêem o sangue na boca de King, Missy desaparecida e a velha morta com o pescoço ensanguentado.

Amanhece o dia e todos chegam
Perguntas e mais perguntas feitas pela polícia
Estou esperando na ambulância pelo
Dr. Landau
Para que ele me conte por que
Vão me levar para tão longe
“Fiz o que fiz e estou feliz pelo que fiz
Pois eu poderia ser o...
Eu poderia ser o próximo.”

Ninguém encontrou nenhum vestígio de Missy
Sobre ela foi a última coisa que os contei
Como eu iria explicar o que aconteceu?

Agora eu ouço “ELES” de novo, cantando
A Sinfonia do Crepúsculo, crepúsculo
Eu ouço “ELES” cantando de novo, cantando
A Sinfonia do Crepúsculo, crepúsculo



Vovó morreu com seu pescoço rasgado
O sangue ainda escorre de minha boca aberta
Eu sabia que eles iriam me culpar
Eles iriam me culpar
Como eu poderia explicar?

O Doutor Landau aparece. King tenta convencê-lo de sua história, mas isso só piora a situação. Agora, todos pensavam que ele havia matado sua avó e irmã por ser louco.

Dr. Landau chegou
E resolvi contar-lhe toda a história
“Você é maluco ou apenas insano?”
Tentei pelo menos.
“Levem-no daqui, para o sanatório
O garoto está fora de si”
Oh Não, não!
Pete & King ao vivo

O tempo passa, King já mais crescido recebe alta do hospício. Ele resolve então sair de lá por motivo que em breve veremos e decide retornar à velha casa

Nunca mais vi minha mãe
Depois que me levaram embora
E o Dr. Landau não me conta nada
Ele não me contaria nada
Oh, estou aqui fora novamente

O tempo passou
E eu preciso voltar agora para a velha casa
Sim, preciso ir.
Vovó... Estou indo
Estou indo para casa agora
Estou indo para casa agora

A Ligação Telefônica

Esta faixa foi a primeira a ser divulgada entrando no Max Single "The Dark Sides", ela geralmente entra como faixa bônus no final do CD. Porém ela foi colocada nesta ordem na tradução por se adaptar cronologicamente aos fatos ocorridos e assim dar maior entendimento à estória.



A Faixa abre com teclados muito bem executados acompanhados de um som de telefone tocando que se aproxima cada vez mais, até...
King atender.

(King atende): “Hm”
Vovó: “Alô... Alô King!!”
King: “Q-Quem é?”
Vovó: “É a sua Avó!”
King: “M-m-mas v-você está morta!”
Vovó: “De certo modo sim... agora ouça....
você ainda está aí??”
King: “E-estou aqui vovó.”
Vovó: “Venha para a velha casa está noite.
Há muitas pessoas aqui que adorariam vê-lo
de novo! ha ha ha ha ha ha ha ha ha ha ha”’
King: “Pare!”
(King Desliga)
King: “Cadela”
King: “Está começando tudo outra vez”





Antes de passarmos para a faixa que encerra o álbum, vamos ao encarte que conta com uma carta escrita por King, onde ele tenta relatar o que estava acontecendo, ao menos como ele via a situação, após receber a ligação de sua vô pedindo seu retorno à velha casa.
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                             

King dando "vida" ao personagem
A quem possa interessar

Estou morrendo de medo. Passaram-se 9 anos, eles finalmente me deixaram sair, e eu estava apenas começando a me sentir melhor. Eu não sou eu mesmo faz tempo.

Eu acho que você não poderia sequer reconhecer meu rosto, se você me visse agora. Esse telefonema duas horas atrás rasgou-me em pedaços. Foi a avó.

Ela convidou-me de volta à velha casa. Eu não quero voltar, mas devo. Talvez você entenda meu medo se disser o que aconteceu durante a minha infância.

Há 18 anos eu estava morando com minha mãe e minha irmã Missy na antiga casa da vovó. Me disseram que a avó estava ausente em um período de férias, e que ela voltaria logo. E ela voltou.

Mais tarde eu descobri que ela estava realmente sendo liberada, deste mesmo asilo. "Ela é louca", eles disseram, quando ela continuou tagarelando sobre "ELES". Eu ainda não pude decidir sobre o que realmente fez a cabeça de vovô separar-se de seus ombros. Você vê, "ELES" sempre foram tão bons para mim.

De qualquer forma, o tempo é curto e eu tenho que sair para o velha casa. Então aqui está o que aconteceu há 18 anos. e no caso de nós nunca nos vermos outra vez, pelo menos você vai saber porquê.

Aposto que vai ter chá.
                                                                                                                                                            K.D. 12-3-87


Voltando para casa



King volta para casa, após o telefonema e se depara com os espíritos de sua avó, sua irmã e os demais.

“Vovó?”

“Eu sabia que era você na porta
Eu te vi pela janela
Entre meu querido
É bom vê-lo novamente
Sem lembrar o que você fez com minha garganta
“ELES” estão te esperando lá em cima
Venha. Missy está lá também
Ela está sentada no colo do vovô"

“Aposto que você está doido por uma xícara de chá”’







O ranger da porta fechando encerra esta primeira parte da estória.
Logo abaixo você poderá clicar no link e conferir a sua continuação.


Confiram o vídeo clip oficial da faixa Welcome Home





Read More ►

17/07/2013

Por dentro da Conspiração


Capa oficial do álbum lançado em 1988 feita por Thomas Holm e Torbjrn Jorgenson (Studio Dzyan)

Versão original da capa do álbum, não aprovada pelo
próprio King. Item raro para colecionadores
Em agosto de 89, King Diamond nos brindava com "Conspiracy", álbum que tem em sua narrativa a continuação do seu antecessor "Them". Nesta continuação da estória contada em "Them", temos King voltando à casa "Amon" depois de sair do asilo para doentes mentais onde foi internado após os fatos passados pelo Dr. Landau. 

King então resolve fazer um acordo com "Eles" para assim poder ver sua irmã Missy novamente (a qual se encontra morta), lhes devolvendo o poder sobre a casa. 


Imagem refeita para a  versão
Coreana da capa original, uma vez que
a mesma foi censurada no país.
Mas o que ele não sabe é que seu médico e sua mãe (que se tornaram amantes) têm outros planos para o local, não se importando em matar King, se preciso for para conseguirem o que desejam. Mas sera que "eles" irão permitir que estranhos tomem conta da casa que lhes pertence? E o que King 
pode fazer para impedir que isso ocorra?







A Estória:


Novamente dentro da velha casa “AMON”, King viu sua avó desaparecer com as palavras:
“Aposto que você está doido por uma xícara de chá”.
Nenhum vestígio ela deixou para trás . Ninguém foi encontrado no andar de cima também. 
O porão estava vazio. A casa inteira estava vazia. Somente lembranças de amigos de longa data estavam enterradas na grossa poeira que agora cobria a casa.

Passaram-se 18 anos desde que King esteve pela última vez nessa casa, esperando no quarto de sua
mãe, para ser levado pelo Dr. Landau e pela polícia.
Ele passou 9 anos em um hospício tentando fazer sua mente voltar ao normal, sob a supervisão do Dr.
Landau. Depois, finalmente solto, ele passou mais 9 anos em absoluta solidão num lugar desconhecido por
nós (mentira). Durante esse tempo ele nunca mais viu sua mãe.

Agora passaram-se duas semanas desde que King voltou para a velha casa, o que está de acordo com o
desejo de sua avó, e achamos que é hora para ele nos contatar novamente


Até os Túmulos

De volta à velha casa e ainda abalado pela ligação de sua avó, King está no cemitério, lembrando de sua amada irmã Missy, que ele vira morrer tão jovem

King: “Oh Missy, sinto tanto sua falta. Oh minha irmãzinha. Eu queria tanto que você voltasse pra mim e se sentasse ao meu lado.  Nós riríamos e brincaríamos novamente, você só precisa tentar.
Você sabe que “ELES’’ deveriam lhe mostraro caminho do outro lado. 

King e Missy no cemitério
Levante-se de sua cova irmãzinha.

King então envoca os espíritos "deles"

Levantem... Levantem... Levantem meus amigos...
Espíritos levantando de seus túmulos
Sombras ardentes na calada da noite
Dedos gelados sobre minhas mãos
Tentando me fazer compreender
"Eles" dizem:“Finalmente nós voltamos... todos nós”

Missy explica a King que os espíritos só podem aparecer para ele durante a noite, pois o sol pode matá-los.
King: “Missy, venha comigo
Primeira parte da estória em quadrinhos traduzida, feita por Russ Steffens
Existem coisas que preciso saber
Como você chegou até aqui?
Onde é a porta para o outro lado?
Missy: “Além dos túmulos fica o portão
O portão que leva até os mortos
Nós precisamos ir antes do alvorecer senão pelo sol seremos queimados”

Espíritos levantando de seus túmulos
Logo a alvorada irá afugentar a escuridão
Dedos gelados sobre minhas mãos
Me levam de volta até onde “ELES” estão
Estou feliz que tenham retornado... Todos vocês

King: “Você se lembra quando a Vovó disse que ela ouvia o canto “DELES”?
Eu também posso “OUVI-LOS” e realmente espero poder “OUVI-LOS” novamente”
MISSY: “Em sua mente você “OS” ouvirá cantando todas as noites, pelos túmulos
Agora nós precisamos ir antes do alvorecer senão pelo sol seremos queimados
Agora cante .’’

Mostre seus poderes para mim

Ela o deixa, dizendo que durante as noites ele os ouvirá cantando.

Noites em Claro

King faz um acordo com os espíritos, inclusive como forma de rever sua irmã todas as noites.

Eu não consigo dormir à noite
O dia não serve para mais nada
Merchandise da Roarunner Records
E quando o relógio bate meia-noite
Posso “OUVI-LOS” dançando pelos túmulos         Cantando pela minha mente
Matando a dor... noites em claro
Noites em claro

Eu não consigo dormir à noite
O dia não serve para mais nada

E quando o relógio bate meia-noite
Apenas “ELES’’ podem deixar a gente se ver
Embora ela esteja morta agora
Eu preciso vê-la de novo...
Noites em claro, noites em claro
Eu não consigo dormir à noite
Farei qualquer coisa para ver Missy novamente

“Então faremos um acordo eterno com você. Você tomará conta dos túmulos. Você nos dará a casa de volta e manterá em mente que só viremos aqui durante a noite”
Então fizemos o acordo
Naquela noite estrelada
E “AMON” pertence a “ELES” agora
Sinto o alvorecer vindo em meu caminho

E quando o sol rompe a escuridão não posso mais “OUVI-LOS” dançando
Não há mais vozes
Matando a dor... dor... dor

Mentiras

Por seu passado perturbado, King ainda é obrigado a visitar o Dr. Landau para que este constate a sanidade de King. Para não ser internado novamente, King inventa várias mentiras para que o doutor o deixe em paz.

Ontem, passei uma hora
Uma hora em terapia
Meu doutor favorito, o Doutor Landau
Cartaz promocional do álbum

Meu Deus, eu odeio a sua respiração

Ele me fez perguntas
Aquele tolo merece minhas mentiras
Mas eu lhe dei as respostas
O tipo de respostas que os médicos gostam
Há, sim, eu lhe contei um montão de mentiras
Eu disse a ele que todos os meus pesadelos
Estavam mortos e enterrados
King: “Tenho dormido feito um bebê
E nunca mais pensei “NELES”
Ele me fez perguntas
Aquele tolo merece minhas mentiras
Mas eu lhe dei as respostas
O tipo de respostas que os médicos gostam
O Dr. Olhou bem para os meus olhos:
Landau: “Nenhum traço de insanidade, talvez agora seja a hora de poder receber visitas da família.
Estou falando de sua mãe, o que meu pequeno paciente acha?”

Eu deveria ter puxado o seu estetoscópio e enfiado garganta abaixo
Mas minha mãe estava em perigo, então eu me comportei

King volta para casa cansado, faz uma longa faxina nela e vai dormir, esperando logo pela visita de sua mãe.
Segunda parte da estória em quadrinhos traduzida, feita por Russ Steffens
Aquela noite eu limpei toda a casa
Só ficaram as memórias
Sem pó, sem chá, ah, como fui estúpido
Até levei o machado embora
O sol está nascendo, hora de ir pra cama
Estou tão cansado
Mal posso esperar

Uma Visita dos Mortos

King é acordado durante a noite e recorda-se que sonhava com sua infância com Missy. Após barulhos e movimentos estranhos na cama, King percebe que é a própria Missy quem aparece para ele.

Deve ser verão, o céu está limpo
O jardim está tão bonito, todas as flores e as árvores
Me fazem sentir como se elas estivessem dentro de mim
Estou de mãos dadas com minha irmãzinha enquanto brincamos na areia
Isto é apenas um sonho

Minha cama está se movendo, não consigo ver nada
Estou em total escuridão, alguém está me chamando
Posso sentir o calafrio, está por todo o meu corpo
Sei que não é um sonho, não, não, não

Alguém está em meu quarto
Parado ao pé da minha cama
Deve ser uma visita dos mortos
Deve ser uma visita dos mortos
Agora posso ver seu aspecto
É apenas uma criancinha
E não há reflexo
Ela está no espelho
Poderia ser verdade que qla voltou?
Minha irmãzinha

Ela aparece para lhe dar um aviso, e como não pode falar abertamente, lhe promete enviar um sonho aonde ele possa saber o que ela quer dizer.
Datas da Tour na Alemanha
Missy: “King, tome cuidado...
Algo muito mau se aproxima de você
Tome cuidado King”.
Deve ser uma visita dos mortos
Deve ser uma visita dos mortos
King: “Missy, me conte.
Você sabe que não guardamos segredos.”
Missy: “Apenas, tome cuidado.”
Deve ser uma visita dos mortos
Deve ser uma visita dos mortos.
King: “Você tem que me contar Missy...
Vamos, "desembucha" garota.“

Missy: “Eu vou te mandar um sonho....”

O Sonho do Casamento

King sonha com sua mãe vestida de noiva... e o noivo é justamente o Dr. Landau. King percebe que o doutor na verdade quer por as mãos na casa.

Minha mãe está entrando em meus sonhos agora
Ela está usando um vestido de noiva
Há algo errado no modo em que ela anda
Pelas fileiras dos bancos da igreja
Acho que são suas pernas

De repente aparece alguém
Ao seu lado
Eu reconheço aquele homem
O Doutor pretende se casar com Mamãe
Isso deve ser impedido

Agora o que foi que eu fiz
Minha mãe está no chão
E o doutor se foi
Tudo está errado
E quando eu larguei o machado
Percebi o que aconteceu

Estou preso dentro de um sonho
Não há saída
Não posso escapar
Se ao menos eu pudesse ver a luz do dia
Eu poderia fugir deste sonho
O sonho do casamento... Oh, o sonho

Agora tudo se transformou em trevas
Lá no fundo, sinto como se estivesse ficando cego
Há uma luz
No fim desse pesadelo sem estrelas
Alguém está me chamando
Me guiando de volta para dentro...
Do sonho... Não.

Fuja dele, Mãe
É melhor parar de beijá-lo
Pois ele é o inimigo
Dê uma olhada na mão dele
Ele tem a chave da minha casa
O doutor é o Diabo.
Terceira parte da estória em quadrinhos traduzida, feita por Russ Steffens

O sonho está terminando, até o momento em que King acorda sem entender direito o que o sonho queria realmente dizer.

No fim desse pesadelo sem estrelas
Alguém está gritando:
“Me ajudem, por favor”
E este sou Eu

Ao amanhecer, eu acordo banhado em suor...
O pesadelo se foi
O sonho que me foi enviado está desaparecendo lentamente...
Eu não entendo

"Amon" Pertence a "Eles"

A mãe de King volta para casa, mas infelizmente traz junto de si alguém indesejado.

Hoje minha mãe retornará para minha casa
E todas as coisas que já fiz
Eu fiz para que ela se sentisse bem em casa

Oh... Tudo faz parte de um teatro...
Ela fica aqui até quando eu mantiver o pacto
Alguém está tocando
A campainha da frente
Eu vejo minha mãe lá
Parada com o homem que
Eu quero mandar para o inferno

Mãe: “Oh King, veja quem veio junto?”
King: Mamãe, você não entende?
Tudo faz parte de um acordo
Não há meios de deixá-lo entrar
Você sabe, “AMON” pertence a “ELES” agora.”

King diz para o doutor ficar na rua e chama sua mãe para dentro. Ele começa a contar sobre suas visões.

Dr. Landau:
“Pode ir conversar com o garoto, minha querida.
Você não deve levar isso adiante, algo de errado pode acontecer.“

King: “Venha mamãe, deixa eu te mostrar a casa
Vamos mãe, temos muito que conversar. “

Mãe: “Oh King, por favor, deixe-o entrar.“
Agora deixe-me contar o que eu vi na casa recentemente
Eu vi sua filha aqui, andando e correndo
Quando a escuridão se aproxima
Você não deve nunca contar para ninguém o que estou te dizendo
Posso ouvir “ELES’’ cantando também
Mãe, pra quê aquilo?

King sente então uma agulha, e logo desmaia.

Oh, sinto a agulha perfurando minha pele
E estou caindo, sim, caindo.

Sessão de foto para a capa do álbum

Algo Estranho

Instrumental

Vitimizado

King então acorda. Ele fora largado no chão, sem poder fugir. Enquanto isso, foram até o reverendo da igreja local falar sobre o caso de King, pedindo uma ajuda contra "o louco que anos atrás matou sua avó".

Pouco mais tarde naquele dia
Mamãe e o Doutor foram embora
Eles me deixaram caído no chão
Eles foram para a igreja local
Sem nenhum traço de culpa em seus olhos
O Reverendo Sammael
O veneno de DEUS em pessoa
E tão fácil de se converter

Conspiração
Estou sendo vitimado novamente

Batendo na porta da igreja
Nenhum deles esteve aqui antes
Sammael, DEUS em seus olhos
Os leva para o confessionário
Oh, que santa obscuridade

Dr. Landau: “Padre, você se lembra do King?
Aquele doido que matou a Avó na colina?“
Padre Sammael: “Sim, eu me lembro“

Conspiração

Dr. Landau: “Ele voltou, o doido“

Conversando com o Padre por um tempo
O doutor o enrolou como quis
Sammael, DEUS em seus olhos
Engoliu tudo o que o Doutor lhe contou
Oh, na penumbra da noite
Padre Sammael : “Disso que você me contou
Não podemos mais salvá-lo.
Ele pode ser Satã em pessoa
Ou algum demônio maléfico
Não vamos mais perder tempo
O demônio pode fazer nossa cabeça
Precisamos ir e fazer o que é preciso“

Conspiração
Estou sendo vitimado novamente
Vitimado

Então eles deixaram a igreja
A Conspiração dos malditos
Através da escuridão e da chuva
O padre estava suavemente insano
Um crucifixo em suas mãos... Oh não ...

Dr. Landau:
“Logo a casa pertencerá a nós, minha querida
E King desaparecerá para sempre, não será um paraíso?“

Que Assim Seja

King neste momento está desacordado dentro do caixão. O padre Sammael, Dr. Landau e sua mãe estavam do lado de fora, prestes a botar fogo nele.

Dr. Landau: “Quem colocará fogo no caixão?“

Padre Sammael: “Acho que você e sua esposa devem fazê-lo, juntos, enquanto eu mantenho o 
demônio preso aí dentro com meu crucifixo.“
Dr. Landau: “Ele já está no caixão.
Use a tocha e depois o que sobrar dele nós
jogamos dentro da cova de sua irmã, certo?“

Padre Sammael: “Sim, que assim seja.“

Cremação

O álbum termina com King prometendo voltar da sepultura todas as noites para atormentar sua mãe pelo resto de seus dias.

Sempre que a escuridão se aproximar
Eu sairei de minha cova para assombrar você, prostituta abandonada por Deus!!!!
Quarta e última parte da estória em quadrinhos traduzida, feita por Russ Steffens

Confiram o clipe oficial da música Sleepless Nights






Read More ►

15/07/2013

Última entrevista com Anton LaVey

Confiram abaixo a última entrevista com Anton LaVey, onde ele inclusive fala sobre King Diamond

Esta entrevista foi originalmente feita por LaVey para a revista MF Magazine #3, um periódico de Heavy Metal/Cultura sendo também a sua última.

Capa da Revista MF Magazine #3
No final dos anos 60, Anton LaVey trouxe ao mundo uma doutrina de fácil entendimento de darwinismo social e pensamento positivo (mágica) para uma crescente massa de indivíduos já cansados tanto da ingênua atitude hippie como da estagnada moral cristã. Aliando-se com personalidades como Sammy Davis Jr., Jayne Mansfiled, Roman Polanski, Marilyn Moroe, Marilyn Manson e Kenneth Anger, ele trouxe o satanismo para a mesa de jantar da América bem ao estilo Macarrão Kraft de Queijo sobre a mesa e Simpsons na televisão. Esta habilidade de permanecer no fronte da cultura pop, mantêm Doutor LaVey com seu status de ícone. Ele não se isola do futuro de seu próprio movimento, ao contrário, ele abraça a juventude deste grupo, passando a tocha de um a um para cada pessoa que lê seus livros. Ele é um dos poucos indivíduos capaz disso. Os verdadeiros líderes do mundo são aqueles que não se separam dos líderes do futuro. Talvez fazer o contrário seja apenas megalomania dos homens pequenos que pintam a história com sangue e ignorância. 
O propósito da entrevista era fazer publicidade da nova edição do livro 'Might is Right' que continha uma introdução do Dr. LaVey, uma longa introdução sobre o assunto e onde ele colocou seus críticos em seus devidos lugares. 

Segue abaixo:

Capa do livro contendo
prefácio de Lavey
O que é Might Is Right? Por que você escreveu o prefácio para a nova edição de Might Is Right? Might is Right de Ragnar Redbeard é provavelmente um dos livros mais exaltados já escritos, então quem melhor para escrever uma introdução? 
Foi simplesmente natural que eu colocasse algumas de suas páginas na Bíblia Satânica. O livro tem estado tão indelevelmente ligado a mim que chegaram a conclusão de que qualquer nova edição deveria ter meu nome nele. Eu estou satisfeito com a nova edição. A posteridade está adequando-se ao impacto que o livro teve sobre George Hawthorne, um leitor já predisposto àquele tipo de apresentação. As notas da editora Ms. Lane revelam de maneira inteligente aspectos que eu não havia considerado. A possibilidade de dois autores diferentes, ao meu ver, faz todo sentido, embora eu não possa dizer quem o outro poderia ter sido. Nota da Tradução: Might is Right, cuja tradução aproximada seria "O Forte está certo" ou "O direito reside na força"é o nome de uma obra usada por LaVey para compor o Livro de Satã, a primeira parte da Bíblia Satânica. 

Qual sua opinião sobre milícias, o governo, o presidente e política em geral? 
É difícil para mim pensar que o governo aja de uma forma que não seja maquiavélica. Quando for a hora certa, a mudança virá. Eu não critico o governo ou o Presidente. Eles são os caras do chicote para os indecisos eleitores que os colocam no poder, depois reclamam. Como você pode ver, eu tenho pouco respeito pelo rebanho. Como seus deuses, eles criam seus governos de acordo com suas necessidades. Todos os governos e seus líderes simbólicos são apenas amplificadores das fantasias de seus cidadãos. Se as pessoas não fossem tão facilmente manipuláveis, não haveria exploração. A extrema direita, como a extrema esquerda, para mim são posições sem humor que culpam todos menos si próprios pelos problemas que enfrentam. O mesmo se aplica ao racismo. Não haveria problema algum se o homem branco tivesse feito algo quando era maioria. Agora, ele tenta fechar a porta do celeiro depois do cavalo ter fugido. É por isso que eu acredito em estratificação deixando a água encontrar seu próprio nível. É algo que pode e está sendo feito. Sou a favor de um estado policial, nada de confusão. Deveria haver um guarda armado em cada esquina. Os israelenses fizeram a coisa certa: motoristas de ônibus e gerentes de MacDonalds carregando Uzis. 

Em Might Is Right há um longo trecho sobre canibalismo, o que você sabe sobre as viagens de Jack London pelos mares do sul? 
Jack London estava fascinado pela antropofagia e sem dúvida a encontrou em suas viagens. Em sua época, era dada grande ênfase a “campos não pisados da antropologia.” Eu provei long pig* em duas ocasiões, então é provável que London tenha se permitido um aperitivo. 
Nota da Tradução: Gíria em inglês para carne humana feita como carne de porco. O porco é o animal mais semelhante ao homem depois do macaco, inclusive diz uma lenda que ele é o resultado de experiências em Atlântida cruzando seres humanos com animais. 

No prefácio, você insinua o lado negro de Jack London. A fim de prová-lo, você esteve nas ruínas de sua casa, poderia nos contar mais sobre isso? 
A maior parte do que eu sei sobre o lado bestial de Jack London veio da boca de veteranos que ou o conheceram, ou conheceram algo sobre ele. Seus impulsos sádicos eram notórios. Parece ter havido muito encobrimento a respeito disto, a fim de "limpá-lo" para crianças de escola e historiadores. É estranho, entretanto, que as pessoas parecem alegrar-se quando o "lado negro" de seus heróis é revelado - é isto que sustenta os tablóides. Aqueles que precisam manter seus heróis puros revelam muito a respeito de si mesmos e sua própria falta de sexualidade. 

Faz aproximadamente trinta anos que A Bíblia Satânica foi escrita. Você acha que sua mensagem hoje é tão vital quanto foi na época em que foi escrita? Por quê? 
A mensagem da Bíblia Satânica é mais importante hoje do que quando foi escrita porque há mais pessoas preparadas e dispostas a ouvir o que ela diz. 

Como você vê o futuro da Igreja de Satã? Quem continuará como líder depois de você? Que tipo de pessoa representa hoje o Exército Satânico? 
A Igreja de Satã será a pedra sobre a qual se assentará um sistema de crença no conhecimento no século XXI, incorporando um significativo número de pessoas em suas linhas. Depois que eu me for nenhum indivíduo sozinho liderará a organização. Ela consistirá em um grupo sindicado de líderes presidido por um presidente. O "Exército Satânico" é composto por indivíduos, não cultistas. 

Uma observação comum feita pelas pessoas é: se não existe Satã, por que o nome Satanismo? Usamos o nome Satanismo porque é hora de dar ao Diabo o que ele merece. As Nove Declarações Satânicas o explicam. Nós queremos discípulos destemidos, mas não pretensiosos. Usando a palavra “S”, os covardes e supertisiosos fogem apavorados. Eles tem motivo para sentir medo, mas não o que supõem. 

Qual era seu relacionamento com Sammy Davis Jr.? 
Sammy Davis Jr. foi querido amigo que frequentemente se colocou na linha de frente quando era profissionalmente perigoso fazer isso. Ele trouxe muitas pessoas influentes à Igreja de Satã, e compartilhou sua vida pessoal comigo. Ele foi um indivíduo perceptivo, articulado e muito satânico – mais do que muitos brancos. 


Há pessoas que interpretam A Bíblia Satânica muito ao pé da letra? Quais são as piores interpretações? 
Sempre haverá aqueles que interpretarão mal A Bíblia Satânica, mesmo sendo ela apresentada da forma mais clara possível. Se alguns palhaços interpretam mal Alice no País das Maravilhas e Mãe Ganso, meu livro não tem nenhuma chance. 

Como foi a sua infância? Seus pais eram religiosos? Por que você fugiu com o circo quando era tão jovem? 
Minha infância foi a de um desajustado, amplamente documentada em duas biografias por Burton Wolfe e Blanche Barton. Meus pais não eram de forma alguma religiosos; ao ponto de a minha mãe me dizer que "Deus" era apenas outro nome para "Natureza". Eu virei um satanista pela lógica, não pela rebelião ou desespero. Aos dezesseis anos eu estava enrolado com uma garota e não podia me alistar na Legião Estrangeira, então eu fiz a segunda melhor coisa: entrar para um circo. 

Como é um dia normal na vida de Anton Szandor LaVey? 
Um dia normal na vida de Anton Szandor LaVey consiste em dormir. Depois à noite eu me levanto e faço o que tiver para fazer, que pode ser qualquer coisa. Eu descobri que a melhor agenda é não ter nenhuma agenda. Uma noite eu posso nadar na piscina; noutra, gravar alguma velha canção; noutra, assistir alguns filmes "B"; e tento administrar a Igreja de Satã às vezes. 

Qual é a sua opinião sobre as bandas "satânicas" de hoje em dia, especialmente as de metal? Hoje as bandas satânicas são o meio de escolha de milhões de jovens. Se elas incentivam um estudo do verdadeiro Satanismo, sou completamente a favor delas. Hoje, há muitas bandas influentes que conhecem o Satanismo e não temem expor isso - bandas como King Diamond, The Electric Hellfire Club, Acheron,
LaVey e Diamond
Marilyn Manson, Boyd Rice, Nine Inch Nails; a lista é longa. Porém eu desaprovo as bandas que usam o nome do Diabo, mas são muito covardes para jogar seu jogo. Normalmente elas são muito idiotas para apresentar qualquer argumento a respeito do Satanismo. Em vez disso, quando questionadas, elas recuam respondendo: "É, nós mexíamos com isso, mas agora não mais. Não façam perguntas a respeito porque não faz sentido para nós falar sobre isso." Existem as bandas satânicas e as bandas "satânicas". 

É verdade que você e King Diamond tiveram uma briga? O que aconteceu? 
King Diamond é um homem inteligente, talentoso e eloquente. Qualquer "briga" é invenção. Ele é um membro da Igreja de Satã de boa (ou má?) reputação. 

Que conselho você dá aos jovens? Como, em sua opinião, eles podem se preparar melhor para a vida? 
Meu conselho aos jovens é: Tentem pensar por si mesmos. Talvez vocês tenham de aturar certas coisas, mas não são obrigados a gostar delas. Chegará o dia em que elas acabarão e vocês poderão aproveitar o melhor que a vida tem a oferecer. Entretanto, vocês precisarão se preparar com lógica e perspectiva, o que eu acredito que o Satanismo pode oferecer. 

Até onde foi sua pesquisa com andróides? 
A pesquisa e desenvolvimento de andróides vai bem, por meios não oficiais. A realidade virtual tornou-se um útil auxiliar. 

Em seu livro Os Rituais Satânicos você incluiu um ritual para Cthulhu. Isso quer dizer que você enxerga alguma verdade nas histórias de H. P. Lovecraft? 
H. P. Lovecraft tem seu lugar na literatura satânica porque ele inovou com um estilo além daquele de Poe, Blackwood, James, etc. O fato de que suas histórias tiveram impacto suficiente para criar um culto - mesmo sem querer - é razão suficiente para reconhecê-lo como um feiticeiro. Além disso, ele teve ótimas idéias. 


Tradução: Fenix Constant, Zarco Camara, Morbitvs Vividvs
Fonte: © www.evilnow.com & www.whoreofhorror.com


Read More ►

14/07/2013

Conspiracy Project - Only King Diamond Tribute lança sua Fan Page

Após o show de estréia no dia 22 do mês passado a banda lança agora sua Fan Page oficial



O projeto nasceu da necessidade de se fazer exclusivamente o trabalho musical da carreira solo de King Diamond, desta forma a banda assume um caráter mais fiel, uma vez que a Black Masses continuará focando exclusivamente o trabalho da banda dinamarquesa Mercyful Fate.
Layout da Fan Page da Conspiracy Project inaugurada ontem dia 13/07


Fagner Abrantes, guitarrista com incubência
de fazer o trabalho de Mr. Andy LaRoque

"Esta ideia agrega mais valor às apresentações, pois acredito, que misturando os dois trabalhos a banda acabará pecando em um dos lados, então o que muda entre as bandas é a entrada do guitarrista Fagner Abrantes, um músico muito talentoso que se adaptou à técnica de Andy LaRoque de forma muito rápida, deixando o Diego exclusivamente para fazer o Hank na B.M." - Comenta Rafael Denner, guitarrista das duas bandas.

Sem dúvida uma ideia válida que só soma ao cenário musical local e nacional, além de valorizar a obra feita tanto por uma banda como outra, a ideia partiu de uma observação simples: As bandas originais não fazem o trabalho paralelo de seus integrantes solos, já os integrantes solos sim, como por exemplo: Bruce Dickinson toca músicas do Iron Maiden em suas apresentações, já isto não acontece de forma contrária, o mesmo podemos dizer de Ozzy Osbourne, Rob Halford, entre tantos outros. Outras importantes observações são as afinações, os timbres, as caracterizações e os cenários.

Cartaz do show de estréia ao lado da
Black Masses

A chegada de uma banda não anulará o trabalho da outra, o que pôde ser constatado no show de estréia da Conspiracy Project que tocou ao lado da Black Masses em uma grande apresentação que incluiu mudança de maquiagem, indumentárias, um caixão no palco e slide shows no telão com imagens da carreira solo de King. "Não podemos colocar mais ideias em prática pelo espaço físico reduzido do local, além de reduzirmos os repertórios nos moldes dos show no Monsters of Rock de 96, mas no geral foi uma excelente apresentação" Acrescenta Jerônimo Pires, vocalista de ambas bandas.

A Fan Page da Black Masses também passou por uma revitalização para acompanhar a mudança e criar uma identidade visual coerente, estas Fan Pages servirão para organizar melhor as divulgações distintas das duas bandas, porém o Blog, o perfil Mercyful Fate Coven e o Site (por enquanto) irão englobar o trabalho de forma simultânea.









Curta a Fan Page da Conspiracy Project no link:

Confiram o vídeo da apresentação de estréia:




Read More ►

12/07/2013

Site oficial da banda é lançado

Dia 09/07 foi lançado oficialmente o site da Black Masses

Na terça feira passada (09/07) a Black Masses coloca no ar mais uma plataforma de divulgação de seu trabalho, brindando os fãs com o lançamento de seu site oficial que pode ser conferido no endereço: http://blackmassesband.com

Na realidade este já era um projeto antigo, mas sempre é necessário obter informações importantes e
feedbacks dos integrantes e amigos para que o resultado final seja positivo para todos.

Página inicial do Site.
O site, neste primeiro momento, foi todo criado em linguagem flash, o que lhe dá um dinamismo impactante, porém um ponto negativo é que o mesmo, devido a isto, não roda em dispositivos móveis, porém já estamos estudando uma plataforma estática para contornar este percalço.

Entretanto todos nós ficamos felizes com os elogios dos amigos, o resultado estético ficou muito bom e devemos muito ao desenvolvedor web: Sérgio F. Melo da Infortal Soluções Web, pretendemos fazer a opção de versão em HTML, o que proporcionará sua navegação em dispositivos móveis.

Com esta inserção saímos na frente no mercado, uma vez que muitas bandas não investem ou não tem visão de amplitude, o Site comprova por "A + B" a seriedade e o compromisso que a banda possui com sua proposta, assim estreitamos relacionamentos e apoiamos outras bandas covers do país a fazerem o mesmo, tentando buscar profissionalismo em todos aspectos sejam eles no visual, no equipamento, na indumentária.
O próprio vocalista, Jerônimo Pires recorreu a um mini-curso de teatro para dar mais qualidade aos movimentos e interpretações.

Página interna contendo ícones e links de contatos ds banda




Read More ►